terça-feira, 23 de maio de 2017

Vai acontecer em Belém o 3º Encontro Nacional da Rede Nacional de Bibliotecas Comunitárias


O 3º Encontro Nacional da RNBC acontecerá entre os dias 30 de maio e 02 de junho em Belém do Pará, cidade onde contamos com a parceria da Rede de Bibliotecas Comunitárias Rio de Letras do Pará, integrante da rede nacional. O evento conta também com a parceria do Instituto C&A e apoio da Fundação Cultural do Estado do Pará.
Representantes de todas as 11 redes locais que compõem a rede estarão reunidos para revisitar e avaliar o projeto de leitura proposto pela RNBC, finalizar seu regimento interno, pensar caminhos para a sustentabilidade, debater sobre políticas públicas para o livro, leitura, literatura e bibliotecas em nível local e nacional, leitura como direito humano na formação de leitores e seu potencial de transformação social, entre outras atividades. Os encontros presenciais da RNBC são de fundamental importância para o fortalecimento do coletivo. Acesse aqui e faça sua inscrição

Câmara de Ananindeua sessão ao vivo no Facebook acompanhe


Acompanhe ao vivo a sessão da Câmara de Vereadores de Ananindeua e fique por dentro das ações dos vereadores de Ananindeua: Clique aqui

segunda-feira, 22 de maio de 2017

Temer mentiu em entrevista à Folha e se enrola ainda mais

Por Maria_fro
A justificativa que Temer deu na entrevista para ter recebido o empresário, dono da JBS, no subsolo do Palácio do Jaburu, fora da agenda oficial, foi discutir sobre a Operação Carne Fraca. A operação, no entanto, só ocorreu dez dias depois do encontro.
Leia mais em www.revistaforum.com.br - #regrann@Regrann from @revistaforum - 
PS da @maria_fro: (Ou seja, e fosse pra discutir a operação seria mais um crime na lista imensa de crimes que este golpista capiroto cometeu)

Impeachment: OAB disse que Temer não negou o diálogo com o dono da JBS

POR RENATA MARIZ

O presidente da OAB, Claudio Lamachia, fala sobre o pedido de impeachment do presidente Michel TemerMICHEL FILHO / AGÊNCIA O GLOBO
BRASÍLIA — Enquanto a defesa do presidente Michel Temer busca desqualificar o áudio entregue pelo empresário Joesley Batista que supostamente o incrimina, o presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Claudio Lamachia, disse que o pedido de impeachment que a entidade decidiu protocolar nada tem a ver com a integridade da gravação. Ele afirmou que o pedido se baseia no fato de Temer não ter negado, em momento algum, a existência do diálogo, que traz fatos "gravíssimos".
A entidade vai apresentar o pedido oficialmente à Câmara dos Deputados ainda nesta semana indicando que Temer praticou crime de responsabilidade, segundo Lamachia. Ele não detalhou quais trechos do áudio serão destacados no documento, mas ressaltou que o fato de o presidente ter ouvido de Joesley que estava comprando juízes e um procurador e não ter feito nada é a principal questão.
— Em nenhum dos dois pronunciamentos que fez, o presidente afirmou que não teria escutado aquilo. E mais: quando diz que não levou em consideração o que estava ouvindo porque a pessoa é um fanfarrão e delinquente, e achou que aquilo tudo era uma fantasia, podemos ver que não é uma fantasia, tanto é que temos um membro do MP preso hoje, que estava comprado, por força da sua participação no episódio— afirmou Lamachia.
O presidente da OAB defende que Temer tinha o dever de comunicar os fatos narrados por Joesley e não indicar alguém para que o empresário procurasse:
— Deveria ter encerrado a conversa e comunicar às autoridades competentes e, na minha avaliação, jamais indicar um interlocutor a alguém que é um fanfarrão e um delinquente.
Diante de uma eventual resistência do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), de dar continuidade ao pedido de impeachment da OAB, entre vários outros já protocolados, Lamachia afirmou que a sociedade irá cobrar:
— Quem tem prerrogativas tem responsabilidades. Se ele descumprir suas prerrogativas, quem terá de julgar são seus eleitores e a sociedade brasileira.
Lamachia disse que qualquer saída para a substituição de Temer deve ser feito dentro das regras constitucionais. Segundo ele, a OAB pode até decidir apoiar uma emenda constitucional para chamar eleições diretas, mas que isso dependerá de uma debate interno e do Congresso.
— Qualquer solução que esteja fora dos termos da Constituição e que traga ruptura constitucional não terá apoio da OAB. Não significa dizer que a OAB não possa, por meio do seus conselho, debater a apoiar a PEC para eleições diretas.
Para o presidente da Ordem, o senador Aécio Neves (PSDB-MG), afastado das funções, deveria ser julgado na comissão de Ética do Senado. Ele condenou uma eventual volta dele ao mandato:
— O processo no Senado tem que ser instalado imediatamente. Seria um sinal muito ruim uma eventual retomada do mandato do senador Neves na sua integralidade. São gravíssimos os fatos imputados a ele e as explicações do senador não convencem

sábado, 20 de maio de 2017

Domingo: Fora Temer em Belém

Domingo tem ato:
Fora Temer
DiretasJá
Na Praça da República
A partir das 8hs

Roubaram a pesquisa da DOXA sobre as intenções de voto na eleição suplementar de Tomé Açu

Por Diogenes Brandão                                        A falsificação do resultado da pesquisa DOXA sobre as intenções de voto dos eleitores do município de Tomé-Açu, onde dia 04 de Junho acontecerão eleições suplementares, está sendo divulgada de forma criminosa pelas redes sociais.
Dornélio Silva, cientista político responsável pelo instituto DOXA, esclarece que um dos gráficos da pesquisa de intenção de voto, foi falsificado com o intuito de confundir os eleitores daquele município.

Ligação de Aécio Neves para Gilmar Mendes: Ele (Senador do Pará Flexa Ribeiro) não é muito assim... de entender a profundidade da coisa

Em ligação para o Ministro Gilmar Mendes autorizada pela justiça, Aécio Neves pede uma intervenção de Gilmar junto ao Senador paraense para influenciar seu voto na comissão que avalia o projeto de abuso de autoridade. Aécio fala "Ele (Flexa) não é muito assim... de  entender a profundidade da coisa". Leia a íntegra da conversa:
  AÉCIO NEVES: Oi, Gilmar. Alô.
GILMAR: Oi, tudo bem?
AÉCIO NEVES: Você sabe um telefone que você poderia dar que me ajudaria na condução lá. Não sei como é a sua relação com ele, mas ponderando.. Enfim, ao final dizendo que me acompanhe lá que era importante.. Era o Flexa, viu?
GILMAR: O Flexa, tá bom. Eu falo com ele.
AÉCIO NEVES: Porque ele é o outro titular da comissão, somos três, sabe?
GILMAR: Tá bom, tá bom. Eu vou falar com ele. Eu falei… eu falei com o Anestasia e falei com o Tasso.. Tasso não é da comissão, mas o Anastasia… o Anastasia disse “Ah tô tentando.. [incompreensível].. E..
AÉCIO NEVES: Dá uma palavrinha com o Flex.. a importância disse e no final dá sinal para ele porque ele não é muito assim… de entender a profundidade da coisa.. Fala ó.. Acompanha a posição do Aécio porque eu acho que é mais sereno. Porque o que a gente pode fazer no limite? Apresenta um destaque para dar uma satisfação para a bancada e vota o texto… que vota antes. Entendeu?
GILMAR: Uhum
AÉCIO NEVES: Destaque é destaque… depois não vai ter voto. entendeu?
GILMAR: Uhum
AÉCIO NEVES: Pelo menos vota o texto e dá uma…
GILMAR: Uhum
AÉCIO NEVES: Uma satisfação para ban.. Para não parecer que a bancada foi toda ela contrariada, entendeu?
GILMAR: Uhum
AÉCIO NEVES: Se pudesse ligar pra Flexa aí e fala…
GILMAR: Eu falo pra com ele.. E falo com ele.. Eu ligo pra ele.. Eu ligo pra ele agora.
AÉCIO NEVES: [incompreensível] importante
GILMAR: Ligo para ele agora.
AÉCIO NEVES: Um abraço.