sábado, 18 de agosto de 2018

Lula lidera no Pará 39,5%


Veja abaixo a pesquisa completa da Doxa: Governo, senado e presidente 



              Determinação Judicial determinou a suspensão da divulgação da pesquisa para o senado:                                              Ante o exposto, em análise superficial, própria da presente fase processual, com a reserva da faculdade legal de a qualquer tempo poder revogar ou modificar a tutela provisória, presentes os requisitos do fumus boni juris e periculum in mora no caso ora em exame DEFIRO PARCIALMENTE o pedido de medida liminar para determinar:

I) A suspensão da divulgação do resultado da pesquisa referida especificamente em relação aos candidatos ao Senado Federal, com a devida comunicação da ordem de suspensão da pesquisa AO CONTRATANTE E AO CONTRATADO - DOXA ARTE & COMUNICAÇÃO S/S LTDA. e GRAVASOM COMERCIAL FONOGRÁFICA E PUBLICIDADE LTDA; e

II) Que os blogs as "falas das polis" e o blog "franssinete florenzo", se abstenham de veicular a pesquisa, especificamente em relação aos candidatos ao Senado Federal

Pesquisa: Hélder lidera corrida Eleitoral


Pesquisa eleitoral do Instituto Doxa aponta o candidato do MDB  na frente da disputa eleitoral:   Helder Barbalho (MDB) tem 38,7% das intenções de voto, enquanto Márcio Miranda (DEM) tem 20,4% da preferência do eleitorado. Na terceira posição vem Paulo Rocha (PT), com 12,1%. Cleber Rabelo (PSTU) e Fernando Carneiro (PSOL) estão tecnicamente empatados com 3,7% e 3,1% das intenções de voto, respectivamente. O voto em branco ou nulo soma 11,5% e não sabem ou não responderam chegou a 10,5%.
A pesquisa também sondou a rejeição de votos e neste quesito Helder Barbalho lidera, com 22%, seguido por Paulo Rocha , com 21%. Marcio Miranda tem 12,8% de rejeição .
 Determinação Judicial determinou a suspensão da divulgação da pesquisa para o senado:                                              Ante o exposto, em análise superficial, própria da presente fase processual, com a reserva da faculdade legal de a qualquer tempo poder revogar ou modificar a tutela provisória, presentes os requisitos do fumus boni juris e periculum in mora no caso ora em exame DEFIRO PARCIALMENTE o pedido de medida liminar para determinar:

I) A suspensão da divulgação do resultado da pesquisa referida especificamente em relação aos candidatos ao Senado Federal, com a devida comunicação da ordem de suspensão da pesquisa AO CONTRATANTE E AO CONTRATADO - DOXA ARTE & COMUNICAÇÃO S/S LTDA. e GRAVASOM COMERCIAL FONOGRÁFICA E PUBLICIDADE LTDA; e

II) Que os blogs as "falas das polis" e o blog "franssinete florenzo", se abstenham de veicular a pesquisa, especificamente em relação aos candidatos ao Senado Federal
A pesquisa foi registrada no Tribunal Regional Eleitoral do Pará sob o protocolo Nº PA-03208/2018. A margem de erro estimada é de 2,25% para mais ou para menos sobre os resultados encontrados no total da amostra. A pesquisa foi realizada entre 13 e 17 de agosto e foram entrevistas 1.896 eleitores em todas as regiões do Estado.
Fonte: Pesquisa da DOXA
Pesquisa feita pelo instituto Doxa e contratada pela empresa:
Gravasom Comercial Fonográfica e Publicidade Ltda./A Província do Pará. 

Ananindeua realiza Círio de N. Sa. das Graças



Via A Província do Pará
Por  Antônio José
O Ananindeua, na Região Metropolitana de Belém,  deverá receber,   neste domingo (19), milhares de católicos, inclusive dezenas de candidatos em outubro, durante a realização do seu  79º Círio de Nossa Senhora das Graças, sua  padroeira . A procissão terá início às 8h, com saída da Comunidade Dom Bosco, no Centro, e percorrerá quase três quilômetros até a Igreja matriz Nossa Senhora das Graças, localizada na BR- 316. Muitas homenagens serão prestadas à padroeira de Ananindeua, ao longo do percurso.

A festividade de Nossa Senhora das Graças teve início dia no último dia 2 de agosto e segue até o dia 3 de setembro com peregrinações, adorações, confissões, missas, traslado, círio das crianças e a corrida do círio.

Organização
A Guarda Municipal de Ananindeua (GMA) estará presente com mais de 30 agentes,  em todo o percussão da romaria. Também, homens da  Polícia Militar estarão de prontidão, considerando que Ananindeua é um  dez município mais violentos do Brasil. Os policiais farão rondas com viaturas e motocicletas.

O trânsito nas ruas por onde a procissão passar será orientado pela Guarda local, enquanto o . Corpo de Bombeiros e o Samu estarão prontos  para atender os romeiros.

Adriano Coelho vai defender direitos dos autistas na Alepa

Vereador por  Belém, Adriano Coelho vai disputar uma vaga na Assembleia Legislativa do Estado (ALEPA). O jovem parlamentar preside a Comissão de Educação da Câmara  de Belém, e vem se  destacando por defender bandeiras de cunho social, como a defesa dos direitos dos autistas, saúde da mulher  e incremento ao turismo. Como deputado estadual ele quer ampliar esses projetos para todo o estado.

sexta-feira, 17 de agosto de 2018

Candidatos na Internet: sem ideias ou propostas, muitos se parecem, até nas caras e bocas

Via Blog Ver o Fato - Poucos, bem poucos candidatos, sabem  explorar o potencial das redes sociais para mostrar-se aos eleitores e com eles interagir. A grande maioria entende que ter 5 mil, 10 mil seguidores é suficiente. 

E pensa que isso naturalmente se traduz em votos na urna, em outubro próximo. É um grande erro, ou falta completa de planejamento. Todas as projeções e pesquisas mostraram que Facebook, Instagram, Twitter e outras ferramentas, se bem trabalhadas – e com pouco dinheiro – dariam retorno aos candidatos. 

Eles desprezaram a oportunidade. E devem pagar caro por isso. A campanha eleitoral na Internet começou com a inflação de caras e números, mas sem ideias ou propostas.

O investimento maior na imagem foi no salão de beleza para se mostrar da melhor maneira. Há até quem apareça com foto antiga, para torná-la mais remoçada, usando o Photoshop.

É o "me engana que eu gosto", tentando tapear o eleitor. Poucos fazem a  diferença, atuam com criatividade.

Quase todos, muito parecidos. Só mudam os números. E siglas partidárias

quinta-feira, 16 de agosto de 2018

Declaração de bens dos candidatos ao governo do Pará

Marcio Miranda (DEM)
              R$    3.423.205,54 Total em Bens (acesse aqui lista completa)







Helder Barbalho (MDB)
                      R$3.204.906,59Total em Bens  (acesse aqui lista completa)






                                                                      Paulo Rocha (PT)

                                  
R$258.822,00
Total em Bens (acesse aqui a lista completa)









                                                                  Fernando Carneiro (PSOL)

                                     R$ 154.000,00 Total em Bens (acesse aqui a lista completa)





                                                               Cleber Rabelo (PSTU

                                           R$ 13.500,00 Total em Bens (acesse aqui a lista completa) Fonte TSE

Defesa de Favreto ironiza "superpoderes" de Moro e cobra investigação contra PF

Jornal GGN - A defesa do desembargador Rogério Favreto, que concedeu, no plantão do TRF-4, um habeas corpus em favor da liberdade de Lula que foi desobedecido após articulação de Sergio Moro e de outros entusiastas da Lava Jato, sustentou no Conselho Nacional de Justiça que os agentes da Polícia Federal que se recusaram a cumprir a ordem devem ser investigados. Ele também ironizou os "superpoderes" de Moro, afirmando que o "juiz de piso" não deveria ser audacioso a ponto de interver em decisão de juiz de tribunal superior.

 

No CNJ, Favreto responde a uma ação que investiga o imbróglio que ocorreu no dia 8 de julho, em torno da concessão de habeas corpus em caráter liminar a Lula. Moro, em associação com a PF em Curitiba e a cúpula do TRF-4 (o presidente Thompson Flores e o relator da Lava Jato João Gebran Neto) agiram para evitar que o ex-presidente fosse colocado em liberdade.

 

“Estranhamente, como descrevemos, sua ordem não foi cumprida pela carceragem do ex-presidente, que decidiu consultar o juiz Sergio Moro, alçado a figura mitológica que combate o mal, como se fosse uma autoridade superior. Este ato de desrespeito à ordem judicial por uma autoridade policial deveria ser apurado pela Corregedoria da Policia Federal”, sustentou a defesa de Favreto.

 

“Sublinhe-se aqui a gravidade do que este procedimento pode apurar: como é possível permitir que a polícia descumpra uma ordem judicial porque o agente policial decidiu ‘consultar’ um juiz de primeiro grau que se encontrava em férias? Existe uma nova organização judiciária que coloca um juiz de piso como autoridade judicial que precisa ser consultada quando um magistrado do Tribunal emite uma ordem judicial? E o juiz com superpoderes poderia ter sequer respondido ao questionamento da polícia? Lógico que não!”, acrescentou.

 

Ainda segundo o jornal, Gebran, por sua vez, alegou que só se meteu na guerra jurídica porque teria entendido que Favreto foi "levado ao erro" pelos requerentes do habeas corpus. Esse erro, na visão do desembargador que costuma ratificar as decisões de Moro, estava relacionado com o "fato novo" sobre a candidatura de Lula. Na mídia, espalhou-se a ideia de que a candidatura não era novidade alguma. Mas o que estava em jogo eram ações paradas na Vara de Execução Penal, sob Carolina Lebbos, que vinha protelando pedidos para Lula conceder entrevistas, entre outros direitos políticos.

 

“O suposto fato novo que justificou o deferimento da liminar no HC – condição de pré-candidato à Presidência da República por Luiz Inácio Lula da Silva – nada tem de ‘novo’, tendo sido divulgado em 25.01.2018, um dia após o julgamento da apelação criminal pela 8ª Turma, pelo Partido do Trabalhadores o lançamento da pré-candidatura do paciente, além de ter sido suscitado e enfrentado ao longo de toda a ação penal e no julgamento da apelação criminal a alegação de que o processo estaria sendo utilizado como meio de perseguição política”, apontou a defesa de Gebran..