quinta-feira, 3 de agosto de 2017

Úrsula ameaça polarização PMDB X PSDB


 Na última pesquisa realizada pelo Instituto Paraná (veja aqui) para averiguar a intenção de votos para o governo do Pará, a jornalista Úrsula Vidal (REDE) aparece com 10,1%. Ela  nunca exerceu cargo público, foi candidata na última eleição para a prefeitura de Belém e surpreendeu com um discurso leve e desassociado da velha política. Ela não está envolvida e nem citada em nenhum escândalo de corrupção. A pesquisa também registra seu baixo índice de rejeição, além de apontar a probabilidade de disputa no segundo turno.
 
Devido à atual conjuntura, o eleitorado tende na próxima eleição a rejeitar  políticos citados em casos de corrupção - comprovados ou não. Ana Júlia, ex-governadora, não deve ser candidata ao governo e seus votos devem migrar para Úrsula. O PSDB ainda não conseguiu definir um nome viável para a sucessão de Jatene. A velha polarização PMDB X PSDB pode ser quebrada com o crescimento de Úrsula na disputa de 2018. Obviamente, se ela for realmente candidata.

Nenhum comentário: